11/09/2012


Às vezes ponho-me e pensar no quanto eu gosto de ti. E no quanto é bom gostar de ti. Arrebatas-me. E é por isso que te digo que gosto de mim quando estou contigo. Só me sabes fazer bem. És muito idiota, é verdade. Deve ser por isso que gosto tanto de ti. Arrancas-me gargalhadas. Roubas-me sorrisos parvos. Dás-me contrações ventriculares prematuras. Gosto da sensação dos nossos corpos juntos, das nossas mãos dadas, dos nossos olhares cruzados. Gosto de te ter por perto. Ainda bem que deixamos o improvável acontecer. Está a saber tão bem. És doce. És fogo. És meu. E um dia ainda vamos derreter neve juntos.

4 comentários:

  1. mais delicioso deve ser poder sentir o que aqui descreves. muito obrigada, querida*

    ResponderEliminar
  2. Aposto que esse individuo gosta muito de ti :D

    bb*

    ResponderEliminar

Comentários